Dieta da Proteína

Dieta da proteína: Saiba como fazer a dieta proteica que Barbara Evans fez!

barbara-evans-dieta
Barbara perdeu 11kg. Foto: Extra / Divulgação Top Fashion Bazar

Vocês se lembram de nossa postagem sobre dietas, em que explicamos como funcionam vários tipos diferentes de métodos para perder peso?

No texto, mencionamos um dos regimes mais famosos e populares do mundo. O que não falamos naquele texto – e revelamos agora! – é que a do Dr. Atkins, assim como diversas outras super reconhecidas (como a Dukan), fazem parte de uma categoria geral chamada de Dietas de Proteína.

Você já ouviu falar delas?

Elas são componentes principais, formando desde a pele até músculos e cabelo. São encontradas em maior quantidade em carnes, mas também em ovos, derivados do leite e diversos vegetais.

Elas sugerem que a pessoa ingira uma quantidade maior todos os dias do que o normalmente recomendado. E há um ótimo motivo para isso: perder peso rapidamente!

Embora algumas pessoas achem que podem comer frutas, tenham cautela com as frutas permitidas. O melhor é não consumir frutas por conta da frutose, que causa liberação de insulina e inibe o estado de quetose.

Vamos explicar como isso funciona, quais são os melhores alimentos para se ater a este tipo de alimentação e quais os riscos e benefícios de segui-la!

Como Funcionam as Dietas Proteicas:

dieta da proteína
Proteínas são importantes para o bom funcionamento do corpo.

Imagine que você não precise perder nem ganhar peso, apenas manter a balança do jeitinho que está. Um nutricionista lhe indicaria sugestões de planos alimentares com uma determinada proporção de…

  • carboidratos (os ‘açúcares’ da alimentação),
  • proteínas,
  • gorduras e
  • vitaminas,

sempre considerando que precisamos de todos estes nutrientes para vivermos bem e termos saúde.

Agora, e quando você precisa perder peso? Bem, nesse caso, as indicações ‘normais’ do nutricionista mudariam bastante.

O peso do corpo está basicamente vinculado à quantidade de gordura acumulada no tecido adiposo. Quando conseguimos queimar essas gordurinhas, não apenas perdemos peso, como também eliminamos aqueles ‘pneuzinhos’ que tanto nos tiram a paciência! Ficamos mais magras(os) e bonitas(os)!

Como fazer para queimar gorduras? Bem, o organismo possui um ‘método’ infalível. A fonte principal de energia para o corpo são os açúcares que consumimos. Quando há pouco açúcar em circulação, o corpo passa a queimar gordura para gerar energia – e é nesse processo que perdemos peso!

Sabendo disso, a ideia básica de muitos regimes é trocar açúcares e gorduras da alimentação por outros nutrientes, menos ‘engordativos’. As dietas proteicas fazem exatamente isso. Elas sugerem que você ingira de 30 a 50% das calorias diárias na forma de polipeptídeo (uma porcentagem bem maior do que o normal), substituindo o açúcar e as gorduras por alimentos como feijões, carne de aves e ovos.

Entendeu a ideia? Ao substituir as fontes ‘gordas’ de energia por elas, ‘forçamos’ o corpo a queimar gorduras para manter o equilíbrio energético, ao mesmo tempo em que continuamos ingerindo alimentos saudáveis e nutrientes essenciais para o corpo.

Uma outra vantagem desses regimes: muitas pessoas dizem que a alimentação rica nesses nutrientes ajuda a saciar a fome, deixando-a(o) satisfeita(o) por mais tempo!

O Que Pode Comer na Dieta da Proteína (Alimentos Permitidos):

Existem alguns alimentos que combinam alta quantidade proteica, baixa taxa de açúcares e muitas vitaminas e sais minerais.

Vamos conhecer os principais:

  • Ovos
  • Derivados de leite com pouca gordura (por exemplo, iogurtes)
  • Feijões, favas, lentilhas, grão de bico e similares
  • Carnes magras, como aves e peixes
  • Soja
  • Sementes, como amêndoas e nozes
  • Frutos do mar

Qual a quantidade de proteínas presente nesses alimentos?

Para se ter uma ideia da quantidade presente em cada um desses alimentos, dê só uma olhadinha na tabela a seguir.

  • 1 ovo grande = 6g
  • 30g de queijo = aprox. 7g
  • 85g de queijo tofu = aprox. 10g
  • 85g de filé de peixe = aprox. 20g
  • 85g de peito de frango = aprox. 25g

Apesar das carnes serem as campeãs, vale notar que é possível seguir uma dieta proteica mesmo sendo vegetariano ou vegano. O importante é ter um cardápio variado e acrescentar fontes diversas de nutrientes, garantindo uma alimentação completa e mantendo sua saúde por completo.

Riscos, Cuidados e Contraindicações da Dieta da Proteína:

Nem tudo são flores quando se trata de perder peso! Há muitos métodos ‘milagrosos’ que acabam causando mais danos do que benefícios ao nosso corpo. E, se não tomarmos os devidos cuidados, essa dieta podem entrar nesse grupo.

renal
Fique atento(a) se você tiver problemas renais!

Em primeiro lugar: se você tiver qualquer tipo de problema renal, fique longe! Esses nutrientes são processados pelos rins, e ingerir quantidades maiores do que o recomendado podem ‘estressar’ o órgão, resultando em problemas graves de saúde.

Além disso, alguns estudos alertam que pessoas que comem carnes urinam mais cálcio do que o normal, e isso leva à formação de pedras nos rins ou à osteoporose. É claro, é necessário passar anos e anos ingerindo quantidades relativamente elevadas desse nutriente todos os dias para chegar nesse ponto, mas é bom ficar esperto. Regime é só para um período de perda de peso!

Por fim, um alerta importante.

Muita gente adora seguir uma dieta proteica porque eles não eliminam as carnes do cardápio – na verdade, até estimulam seu consumo, dada a quantidade elevada de proteínas. Porém, não é qualquer carne de origem animal que pode ser comida numa boa, não! Afinal, há cortes extremamente ‘gordos’, repletos de gorduras escondidas.

As carnes vermelhas são o melhor exemplo disso. Apesar das ricas no nutriente, a quantidade de gorduras presente nelas faz aumentar bastante o colesterol ruim no sangue. Consequentemente levar a diversos problemas de saúde. Por isso, é fundamental se ater às carnes ‘magras’, como peixes e aves. Mesmo que não seja muito fã delas, pense em sua saúde em primeiro lugar.

E você, já experimentou a dieta da proteina? O que achou? Conte para a gente e deixe seu comentário!

Referências (em inglês): 

http://www.webmd.com/diet/ss/slideshow-high-protein-diet

http://www.womenshealthmag.com/weight-loss/protein-weight-loss

Leave a Comment